Guia Prático de SEO ⋆ Like Marketing - Inteligência & estratégia digital.

Guia Prático de SEO

o que é SEO

legenda

Desde que o Marketing Digital surgiu no horizonte transformando nosso modo de pensar para atingirmos nosso consumidor, três letrinhas ganharam destaque: SEO.

Otimização de SEO. Boas práticas do SEO. Especialista em SEO. Você com certeza já viu algum desses termos por aí.

Continue lendo para entender o que é SEO, como se aplica e qual a importância dessa sigla que (de verdade!) pode significar o sucesso ou fracasso do seu negócio.

Search Engine Optimization (SEO)

 

Em uma tradução livre para o português, seria algo como “Melhoria para os Mecanismos de Busca”.

De acordo com a Wikipedia, SEO se refere ao “conjunto de estratégias com o objetivo de potencializar e melhorar o posicionamento de um site nas páginas de resultados naturais (orgânicos) nos sites de busca”.

Ou seja: SEO são práticas que aplicamos ao conteúdo sendo postado para que o mesmo seja mais facilmente encontrado pelos sites de busca.

 

Como os buscadores funcionam

 

No final do dia, os buscadores, como o Google, tem como função encontrar o melhor resultado para quem faz a pesquisa.

Através do trabalho dos seus algoritmos super evoluídos, os buscadores entendem que nem todo site tem a mesma relevância. O que isso quer dizer?

Que dois sites podem falar exatamente sobre o mesmo assunto: porém, inevitavelmente, um deles aparecerá antes do outro na lista de resultados.

Esse ranking de resultados se dá por diversos fatores, um deles sendo por exemplo o nível de autoridade do site percebido pelo buscador. A autoridade se refere, entre outras coisas, a um site que possui muitos links direcionados a ele.

Lembra como citamos e linkamos a Wikipedia agora a pouco? Ela é um dos sites com maior autoridade da atualidade. Por quê?

Porque é mencionada por um número muito grande de páginas. Esse fator a coloca frequentemente em primeiro lugar nas listas de resultados, já que o buscador entende que se trata de um site confiável.

Porém, autoridade é apenas um dos requisitos analisados pelo Google. Vários artigos já apontaram que o buscador usa mais de 200 fatores diferentes para decidir o ranking de resultados.

 

Estar na primeira página faz diferença?

 

Pense bem: quando foi a última vez que você realizou uma busca no Google e passou da segunda página de resultados? Ou será que você, na maioria das vezes, acabou acessando os resultados que apareceram primeiro para você?

As marcas entenderam isso:

A primeira página é o local onde todos desejam estar: o local de destaque, que terá muito mais chances de ser acessado: mais cliques, leads, conversões e…vendas!

A partir da noção de que o Google vai mostrar resultados que os seus algorítimos considerem mais relevantes primeiro, e de que desejamos estar entre esses resultados, entra a pergunta: Como me torno relevante para os buscadores?

Aplicando SEO. 

A maioria dos fatores de ranqueamento do Google envolvem dois tipos de aplicação do SEO:

  1. Melhorias que você pode fazer dentro do seu site e conteúdo (On-Page SEO);
  2. Melhorias que ocorrem fora dele (Off-Page SEO).

 

On-Page SEO

 

As otimizações feitas dentro do seu site se relacionam com os fatores que avaliam a relevância do conteúdo da sua página: servem para que o Google saiba claramente sobre o que o seu site fala. 

Com recursos de SEO na estrutura, texto e imagens que compõem seu site, você pode alcançar um bom rankeamento nos mecanismos de busca.

 

1 – Título

O título da sua página é a primeira coisa que as pessoas vêem: por isso é importante ter certeza de que é claro e informa exatamente sobre o que seu conteúdo se trata.

Existem algumas diretrizes de SEO a serem seguidas quando se trata de títulos:

  1. Não ultrapasse 63 caracteres para seu título não ser cortado ao meio na página de resultados;
  2. Tente colocar a palavra chave (o termo a ser pesquisado) no início do título ou, ainda, o mais à esquerda possível;
  3. O título deve ser relevante e de acordo com o conteúdo apresentado na página;

2 – URL 

O endereço da sua página também é um lugar estratégico para aplicação de SEO: servem de prévia do seu conteúdo para tanto o leitor quanto para os mecanismos de busca.

  1. Evite utilizar números e termos desconexos ou muito longos;
  2. Coloque sua palavra chave no URL;
  3. Utilize sempre que possível um URL curto e objetivo;
  4. A escolha de palavras deve ser coerente com o conteúdo da sua página;

 

3 – Meta Descrição

A meta descrição é o texto que aparece abaixo do Título da sua página nos sites de busca. Elas podem ser encaradas como um anúncio do que seu texto fala e porque o leitor deve acessá-lo. Exige muita atenção, porque pode ser o fator decisivo na hora do usuário escolher acessar sua página ou não. Apesar da meta descrição não ser por si só requisito de rankeamento, o tráfego que pode ser gerado por ela é!

  1. Inclua a palavra chave;
  2. Não ultrapasse 150 caracteres;
  3. Faça um resumo atrativo e que desperte a curiosidade do leitor;
  4. Inclua uma CTA (Call-to-Action) ao final como “Leia mais”, “Acesse aqui”, “Descubra aqui”, etc;

 

4 – Palavras-chave

Palavras chave são os termos pelos quais seu conteúdo será encontrado pelas pessoas quando acessam os sites de busca. Tenha em mente o seguinte ao aplicá-las:

  1. Enquanto é importante a existência das palavras chave no seu conteúdo, não faça o uso repetido delas. Use-as de maneira natural e que contribua para a fluidez da leitura.
  2. Tente posicioná-la no primeiro parágrafo do texto;
  3. Utilize variações da palavra chave e palavras chave secundárias: você as encontra no final da página de pesquisa.

 

5 – Imagens

Sim, você consegue aplicar SEO nas imagens de sua página. Os mecanismos de busca conseguem analisar as imagens através do seu título e alt text. Ter imagens em concordância de título e texto alternativo com seu conteúdo é um fator que contribui para um melhor posicionamento.

  1. Preste atenção ao nome do arquivo que você está carregando para sua página. O ideal é editá-lo previamente para que tenha relação com o seu conteúdo, e não seja um emaranhado de números e letras;
  2. Inclua sua palavra chave no título e alt text das imagens;
  3. Atenção para o tamanho das imagens: prefira imagens JPG e que não sobrecarreguem o servidor;

 

6 – Agilidade no carregamento

Páginas pesadas, que sobrecarregam os servidores e não são mobile-friendly tendem a somar pontos negativos quanto ao posicionamento nos resultados. O ideal é estruturar seu site para que ele tenha um carregamento rápido e prático para os usuários (principalmente para o acesso através de smartphones).

  1. Mantenha o design do layout e a navegação prática para seu usuário: não dificulte o caminho de acesso aos conteúdos;
  2. Preste atenção ao tempo de carregamento. A ferramenta do próprio Google Page Speed Insights fornece uma avaliação gratuita e oferece recomendações para melhoria dos itens falhos;
  3. Utilize um servidor de hosting de qualidade e compacte as imagens carregadas ao site;

 

7 – Conteúdo

A qualidade do seu conteúdo também é um fator importante de rankeamento. Elaborar textos completos, aprofundados em determinado assunto e que esclareçam as dúvidas do leitor ajuda a elevar o valor percebido do seu site pelos buscadores. De nada adianta uma estratégia de SEO se o seu material não for útil para o leitor.

  1. Textos mais longos e compreensivos, entre 1.500 e 2.000 palavras costumam rankear melhor do que textos curtos;
  2. Atualize o material já postado: isso demonstra preocupação com a informação passada ao leitor e que seu conteúdo está sendo enriquecido;
  3. Faça uso dos recursos de estilização: Títulos, Subtítulos, negritos, citações, imagens, listas… São maneiras de tornar a leitura mais organizada e agradável;

 

Off-page SEO

 

Apesar de você não ter um controle direto sobre o que ocorre fora do seu site, o Off-Page SEO permite que você tome algumas ações indiretas que contribuem para um bom posicionamento.

1 – Autoridade

Você já leu no começo do post sobre a Autoridade de uma página, que é alcançada, entre outros fatores, pela quantidade de links externos direcionados ao seu site.

Ela pode ser dividida em dois segmentos:

  1.  Autoridade de Domínio – é a autoridade percebida do seu site como um todo. Vários sites podem fazer a medição da autoridade do seu domínio, como o Open Site Explorer, da Moz.
  2.  Autoridade de Página – se refere à autoridade de cada página do seu site. Dependendo do conteúdo, compartilhamento em redes sociais e outras aplicações de SEO, essa autoridade pode oscilar.

 

2 –  Link building

É a inclusão de links internos e externos em seu conteúdo. Os links internos são os que redirecionam o usuário para outro local dentro do seu site, como para um post relacionado ou que explique mais sobre um termo ali mencionado. Servem para aumentar o tempo de permanência do leitor em suas páginas.

Já os links externos redirecionam para outros sites, como fontes de referências. Utilize links externos de páginas de qualidade, isso faz com que os mecanismos de busca conectem o seu site à essas fontes e seu site passa a se tornar mais confiável por associação.

Ter outros sites citando e recomendando o seu conteúdo também age de maneira positiva. Você consegue essa “rede de linkagem” de algumas maneiras:

  1. Escreva Guest Posts: elabore um artigo para outro site como convidado em troca da publicação da matéria com um ou dois links direcionados à sua página;
  2. Analise sua concorrência e descubra de onde tiram os links. Você pode entrar em contato com esses sites e tentar conseguir links para o seu site também;
  3. Peça para citarem a fonte quando encontrar menções ao seu nome, marca ou site.  Quando alguém publicar algo relacionado a você, entre em contato e solicite o link;

Existem algumas ferramentas online para você descobrir e analisar o que sua concorrência faz. Acesse aqui o meu post anterior falando Como Você Pode Saber o que seus Concorrentes estão Fazendo.

 

3 – Compartilhamentos em Redes Sociais

Os chamados Sinais Sociais são considerados como importantes para o algorítimos dos buscadores, que interpretam um artigo que foi muito curtido e compartilhado pelos usuários como relevantes.

Apesar de ser um item de Off-page SEO, você pode incentivar o compartilhamento dentro do seu site:

  1. Facilitando o trabalho do seu usuário inserindo botões de compartilhamento de fácil acesso;
  2. Incluindo CTA’s (call-to-action) ao final de textos, incentivando o leitor a compartilhar o material;
  3. Analise através de ferramentas como o Buzzsumo o desempenho dos seus posts: identifique os que geraram mais e menos engajamento nas redes sociais e identifique os motivos;

Clique aqui para acessar o nosso artigo com 13 dicas para você fazer sucesso nas redes sociais.

 

Seguindo essas diretrizes de SEO você pode otimizar seu site para que seja mais atrativo: tanto para os leitores quanto para o Google.

 

 

 No fim das contas uma das chaves para o sucesso é o planejamento.

 

Além de uma boa estratégia de SEO, definir bem o tipo de conteúdo e a maneira como você o apresentará também são fundamentais para atingir o seu público alvo de maneira eficaz.

 

Preparei um material gratuito que vai te ensinar o passo a passo desse planejamento. Clique no botão para baixar e começar a atrair clientes com o Marketing Digital!

 

o que é SEO

 

 

Espero que você tenha gostado e entendido melhor o que é SEO.

Um beijo!