WTF humanidade? ⋆ Like Marketing - Inteligência & estratégia digital.

WTF humanidade?

O que se vê no dia a dia é um desamor imenso.

É sujeira no chão, é gente furando fila, é falta de gentileza, cordialidade, essa mania antiga que brasileiro tem de querer sempre tirar vantagem em tudo sem pensar se está prejudicando alguém.

O que se vê no dia a dia é assalto, é arma apontada, é violência contra o próximo, é o medo generalizado, é a falta de vergonha dos líderes.

O que se vê no dia a dia é uma barbárie, e isso magoa, dá um certo desânimo.

 

O que se vê no dia a dia é jovem sendo morto por telefone celular, e às vezes até por menos do que isso, por 50 reais que tinha no bolso.

Será que a vida vale tão pouco assim? O que existe na cabeça de uma pessoa que tira a vida de outra por tão pouco?

Nem por 50 ou 500 mil reais, tirar a vida de alguém por papel é uma tremenda falta de amor, amor ao próximo, amor a vida, amor a Deus.

O que se vê na rua são caras amarradas, preocupadas, apressadas, atrasadas, que olham para quem passa pensando na lista de coisas que ainda têm pra fazer.

Cadê aquele tempo onde as pessoas sorriam para estranhos, trocavam olhares, cumprimentos, gentilezas, onde os encontros eram realmente encontros.

O que aconteceu com as relações interpessoais?

Todos tão fisicamente próximos, mas mergulhados nos smartphones.

O que se quer fazer virou incrivelmente mais importante do que o que se está fazendo. Isso é desvalorizar o momento.

Essa geração feita de entretenimento violento, funk, WhatsApp e Tinder.

É bem complicado falar, mas parece que o amor virou um jogo, e que quem menos ama, pode mais. Fingir que não sente nada, que não se importa, jogar, fingir, virou o normal.

Quando foi que demonstrar amor ficou feio?

Falta imaginação pra entender o bando de desocupados que insiste em querer destruir o outro.

No mundo virtual sempre há os haters que procuram desconstruir, criticar, um tremendo desperdício de tempo.

Ao direcionar tempo de sua vida para atacar o outro, é tempo de vida que não volta, é perdido, é tempo de vida que serviu para o outro e não para si mesmo, portanto, viver e usar o tempo para si, para fazer algo de bom para si, se torna muito mais útil do que perder esse tempo querendo destruir os outros.

Mas no fim de tudo, o amor continua sendo o maior escudo e orgulho dos fortes, dos saudáveis, dos corajosos.

Amar e ser amado é uma das melhores coisas deste mundo.

Infelizmente tantas pessoas se privam disso, como se amar e demonstrar sentimento tenha saído de moda.

Quem quer sobreviver no mundo de Tinder, não pode se envolver, não pode se apegar, e até as músicas, as novelas, o que vemos na televisão incita os jovens a esse tipo de mentalidade.

Onde está o amor? Alguém ressuscita o amor, tá difícil viver assim!