Mitos sobre inbound marketing que você precisa esquecer

O inbound marketing oferece um mundo de possibilidades para qualquer negócio. Estamos em um assunto que é relativamente novo. Por isso, o mercado tem muitos mitos sobre inbound marketing para superar.

O mundo digital faz que as pessoas sejam bombardeadas por informações. Ninguém aguenta mais ser interrompido por anúncios, já percebeu?

O inbound marketing é um caminho interessante para as marcas que desejam conquistar audiência e fidelizar clientes.

Ocorre que, no decorrer desse processo, alguns mitos sobre inbound marketing são tão repetitivos que ganharam status de senso comum. É preciso que profissionais da área esclareçam algumas informações.

Esta é a proposta deste artigo. Antes de falar dos mitos sobre inbound marketing, vou explicar em que consiste essa metodologia. Para saber mais, continue até o final do artigo.

O que é inbound marketing e quais as etapas

De acordo com Rafael Rez, em seu livro “Marketing de Conteúdo: a moeda do século XXI”, o inbound marketing tem foco na geração de leads e em sua nutrição por meio de um funil de vendas.

Podemos traduzir o termo para o português e chamar de “marketing de atração”, o que clareia a compreensão do conceito.

Nem todos os clientes que têm um primeiro contato online com a sua empresa estão prontos para adquirir a solução oferecida pelo seu negócio!

Muitas vezes, esse cliente nem sabe o que é o seu serviço. Ou, não conta com as informações necessárias para definir se resolve o problema.

O que faz o cliente ser conduzido por esse funil de vendas? A automação e a criação de conteúdos. Estes são alguns dos pilares do inbound marketing: conteúdo para atrair e automação para fazer que esse lead complete a sua jornada de compra.

Também podemos definir o inbound marketing como o contrário de outbound marketing, que é o marketing de interrupção. Sabe quando você passa pelo shopping e alguém te aborda oferecendo amostra grátis? Isso é outbound marketing.

A proposta do marketing de atração é oposta: você cria conteúdos impossíveis de serem ignorados e chama clientes para a sua base pelo seu poder de encantamento. É o cliente que deve procurar a empresa em vez da empresa procurar o cliente.

Etapas do inbound marketing

Como vender para uma pessoa que nunca ouviu falar sobre seu produto ou serviço? Criando conteúdos com objetivo de inserir a sua solução no contexto dessa pessoa. Assim, esse indivíduo é trazido para um fluxo de etapas do inbound marketing.

Atração

O usuário é atraído pelo seu conteúdo, criando uma identificação com a marca. Começa a seguir nas redes sociais e consumir os textos, vídeos e conteúdos em geral. É o início do relacionamento.

Conversão

Após consumir vários conteúdos disponíveis nas redes, o indivíduo já sente segurança em deixar alguns dados com a empresa em troca de um material mais aprofundado que tenha maior potencial de resolver seu problema.

Aqui, incluímos os e-boooks, mini-cursos, entre outros materiais gratuitos que podem ser acessados mediante disponibilização de informações de perfil e para contato.

Relacionamento

O indivíduo colocou os dados em troca do e-book? É sinal de que ele confia na sua marca e já está permitido fazer contato para criar um relacionamento. De acordo com as informações disponíveis, você pode trabalhar listas de e-mails ou até contato por telefone.

Venda

No momento certo, esse indivíduo estará apto a adquirir a sua solução. Ele pode ter chegado até o seu site sem saber nada a respeito do seu produto ou serviço, mas agora já consumiu conteúdos suficientes e está educado em relação ao problema apresentado.

Vamos supor que você seja um consultor de marketing. Seu cliente pode ter pensado, a princípio, que o problema dele era a falta de redes sociais.

Conforme ele se informa sobre o seu problema através de conteúdos, ele entende não apenas o papel das redes sociais para o negócio dele, mas também outras variáveis. A importância  de um site, a disposição dos produtos na loja, o poder da fachada, do ambiente… Tudo depende de quem é esse cliente.

Ao contratar o seu serviço de consultoria, ele já entende o que você pode oferecer para solucionar os problemas que ele encontra.

Análise

O processo não acaba com a venda. Analisar os dados de atração, conversão e venda é essencial para repetir todo o processo. Aproveite para corrigir possíveis falhas e aprimorar o que funcionou.

Principais mitos sobre inbound marketing

Como estamos falando de uma metodologia nova, nem sempre o assunto é bem compreendido. Por isso, quero tocar em alguns mitos sobre inbound marketing

Mito 1: Demora para dar resultado

O tempo que você leva para vender com inbound marketing depende da sua estratégia. Em algumas campanhas, o tráfego do cliente é otimizado para gerar vendas desde o início do projeto.

Mito 2: Inbound Marketing é envio de e-mails

Para fazer marketing de atração, usamos diversas técnicas e ferramentas combinadas a fim de entregar ao cliente o melhor resultado. Otimizamos o site com técnicas de SEO, fazemos anúncios nas redes sociais performarem bem, utilizamos e-books e webinários…

As sequências de e-mails são apenas uma das maneiras de sustentar o relacionamento com o seu lead, a fim de que ele avance nas etapas do inbound marketing.

Mito 3: Não serve para B2B

Este é um mito que merece ser desfeito. Em primeiro lugar, não existe isso de “conversar com empresas”, mas sim com pessoas.

Por experiência própria, digo que fazer marketing de atração nesse formato pode ser até mais eficaz do que vender para o consumidor final!

Para saber mais sobre criação de conteúdo para B2B, você pode ler este artigo.

Mito 4: Não é preciso ferramenta de automação

A ferramenta de automação é fundamental para fazer inbound marketing. É ali que você vai concentrar os seus leads, organizá-los em listas e fazer ações com esses propensos clientes de forma automática.

Se o seu negócio tem um departamento comercial dependente de vendedores, o inbound marketing pode automatizar a distribuição desses potenciais clientes para que a equipe de vendas interaja com eles de forma personalizada.

Mito 5: É possível fazer tudo sozinho

Essa metodologia pede a combinação de muitas ferramentas para concretizar todas as etapas. Portanto, exige uma equipe multidisciplinar. Designer, social media, copywriter, especialista em SEO, entre outros profissionais, são importantes para o sucesso dessa estratégia.

Eu espero que este artigo tenha esclarecido a você os mitos marketing. Para saber mais, assista ao vídeo abaixo e aproveite para se inscrever em meu canal do YouTube.

Quer aprender comigo a produzir conteúdos inteligentes? Inscreva-se neste link para ser avisado sobre a data de abertura do curso Criadores de Conteúdo.

Treinamento on-line para aprender a criar conteúdo e

crescer nas redes sociais

rejane-toig

Rejane Toigo

DIGITAL STRATEGIST & NEUROMARKETING CEO. Distribuição on-line de conteúdo científico.
Fechar Menu