Qual curso de social media fazer?

A profissão social media está com tudo, o que aumenta a dúvida sobre qual curso de social media fazer.

O profissional que tem capacidade de criar conteúdo de forma que atraia, engaje e converta seguidores em clientes nas redes sociais encontra um oceano azul para navegar.

O levantamento do Linkedin sobre as profissões mais promissoras para 2020 colocou o Social Media no topo.

Essa informação evidenciou ainda mais a necessidade do social media profissionalizar o seu trabalho.

Em meio a tantas opções, empresas e profissionais podem ficar confusos sobre o investimento em curso de social media. Será que existe um treinamento profissional que valha mais a pena?

Eu mesma já me senti assim. Há 10 anos, quando iniciei a Like Marketing, esses treinamentos não eram nada populares. Busquei referências no exterior para começar uma metodologia de fato eficiente.

O curso não era voltado aos funcionários, afinal, eu não tinha nenhum. Era para mim. Ah, se fosse tão fácil naquela época conseguir uma formação como social media!

A descoberta da profissão social media

Talvez você não saiba, mas sou formada em odontologia. Mesmo com essa profissão tão distante da área comercial, todos os caminhos me levaram ao encantamento de clientes.

Enquanto atuava como dentista, desenvolvi um sistema simples de planos odontológicos para empresas.

Mais tarde, desisti da carreira de dentista e tornei-me empreendedora do varejo de shopping centers.

Como administradora de lojas físicas, senti na pele o desabrochar e o crescimento das vendas on-line que prejudicaram todos os pequenos varejistas.

Em 2010, iniciei uma pós-graduação em marketing.

Durante uma aula, falei com um professor sobre as dificuldades que enfrentava no meu negócio e comentei sobre a minha necessidade de abrir um e-commerce para aumentar as vendas do meu varejo.

Para minha surpresa, ouvi dele que o e-commerce estava fadado ao fracasso. O futuro? Estava nas redes sociais.

Eu nem sabia o que era uma rede social. Na época, só tinha um perfil no Orkut. O Facebook tinha acabado de fazer a sua versão em português,

Ao chegar em casa, minha primeira providência foi criar uma conta no Facebook. Se as redes sociais eram o futuro, era para lá que eu ia.

Com o tempo, o negócio do shopping center ficou de lado e passei a me dedicar à produção de conteúdo para as redes sociais.

Os primeiros conteúdos

Quando entrei nas redes sociais, tudo era mato. Não existia Instagram e o Facebook sequer aceitava vídeos.

A concorrência de profissionais da área de social media era bem menor, mas a demanda por esse tipo de trabalho era proporcional.

Meu primeiro trabalho na área foi como freelancer para uma agência de publicidade que estava implementando o marketing digital. Na época, mal se falava sobre criação de conteúdo. Muito menos ouvíamos falar sobre métodos para produzir com velocidade e qualidade.

É claro que eu não poderia me contentar em ser freelancer – até porque já estava num ponto em que levava novos clientes para aquela agência.

Percebi que precisava atender esses clientes. Como não era designer, contratei uma pessoa da área para me ajudar com os projetos. E ali começou o desafio de alinhar a produção de conteúdo com alguém.

Não tínhamos um modelo para seguir, de forma que nos baseamos na tentativa e erro. Aquilo que funcionava, repetíamos. O que não dava resultado era descartado.

Aos poucos, os projetos cresceram e foi necessário fazer novas contratações.

Novamente, era preciso ensinar às pessoas como o trabalho funcionava. Alinhar. A cada nova pessoa na equipe, tudo precisava ser revisado.

Isso me levou a criar um método de criação de conteúdo. O objetivo era treinar meus novos colaboradores. Com a empresa crescendo rapidamente, tudo ficaria muito difícil se o colaborador demorasse muitos meses para entender o que fazíamos.

Com o meu método, poucos dias eram o suficiente para que o novo colaborador estivesse inserido em nosso universo de produção de conteúdo.

Os pilares da produção de conteúdo

Dividi o meu método de criação de conteúdo em três pilares fundamentais:

  1. Criação da persona

2. Criação da linha editorial

3. Criação do calendário de publicações.

A persona é a razão de ser de um projeto.

É para quem estamos produzindo cada criativo e cada texto. Para criar conteúdo atrativo e que faça sentido a essa pessoa, é preciso mapear seus hábitos, seus sonhos, suas dificuldades.

Saber seu gênero, sua idade e onde mora é muito pouco. Quanto mais informações você tiver sobre a sua persona, melhor será a sua comunicação com ela.

Depois de entender para quem está escrevendo, chega a hora de definir a linha editorial. Aqui, incluímos os assuntos que interessam à persona e que estão relacionados ao produto ou serviço que desejamos vender.

Por último, criamos o calendário de publicações. Essa é a etapa onde planejamos a criação e a distribuição dos conteúdos. O objetivo é garantir que nenhum dia passe sem post na rede social.

Essa estrutura é a base do que ensino no Curso Criadores de Conteúdo com muito mais detalhes e macetes exclusivos.

Por que um social media precisa de um método?

Depois de 600 projetos de planejamento e criação de conteúdos, posso afirmar que jamais teríamos chegado tão longe com a Like Marketing se não fosse por um método de criação de conteúdo.

Eu não sabia que criar um método era tão difícil até começar a falar sobre isso nas minhas redes sociais. Todos os dias, recebia uma enxurrada de dúvidas vindas de proprietários de agências e outros profissionais que sentiam falta de um método para criar conteúdo.

Foi assim que coloquei o Curso Criadores de Conteúdo no ar. Entreguei todo o meu método de criação de conteúdo nas aulas.

Explico exatamente a forma como trabalhamos na Like Marketing. Tanto que, hoje, quando contratamos qualquer colaborador, para atuar em qualquer área da empresa, ele recebe um acesso para assistir às aulas.

Dependendo das perguntas feitas no dia a dia, conseguimos medir o quanto ele assiste ou não as aulas.

Ao seguir um método de criação de conteúdo, o social media ganha agilidade e produtividade ao mesmo tempo em que agrega profissionalismo ao seu trabalho.

Se você atende a um único projeto, seu salário será aquele. Se você atende a mais de um projeto, você multiplica os seus ganhos. E, para isso, a disciplina e a organização trazidos por um método testado e comprovado podem fazer toda a diferença.

Com o Curso Criadores de Conteúdo, você aprende a fazer conteúdo inteligente desde o DNA até a hora de medir os resultados. No Profissão Social Media, te ensino a usar esse conhecimento para atender clientes como Social Media e valorizar seu passe no mercado.

Se eu pudesse fazer um curso de Social Media que ensine um método completo, lá no início da profissão, certamente teria feito essa opção. E, agora, está em suas mãos!

Para conhecer o programa completo, basta clicar aqui e fazer a sua inscrição.

Treinamento on-line para aprender a criar conteúdo e

crescer nas redes sociais

rejane-toig

Rejane Toigo

DIGITAL STRATEGIST & NEUROMARKETING CEO. Distribuição on-line de conteúdo científico.